29 de abr de 2011

O Corpo Humano


A anatomia genital masculina e feminina tem que ser avaliada detalhadamente por meio de exame ginecológico e ultra-sonografia transvaginal.

Após a ovulação, o gameta feminino (oócito) é captado pela tuba e, dentro dela, em sua porção mais próxima ao ovário, se encontra com os esperma-tozóides.

O encontro dos gametas masculinos e feminino é o momento culminante da reprodução humana, chamado de fertilização. Os espermatozóides vão circundar o óvulo, mas apenas um deles será capaz de penetrá-lo.

A célula resultante da fecundação chama-se ovo ou zigoto, que vai se desenvolver e caminhar pela tuba até atingir o interior do útero, onde será acolhido pelo revestimento da parede uterina interna (endométrio).

Para que os espermatozóides possam chegar até a porção da tuba onde se dá a fertilização, eles necessitam ser depositados na vagina, durante a relação sexual.

O processo de capacitação dos espermatozóides dentro do colo uterino é realizado pelo muco cervical, que é capaz de fortalecer e aumentar a capacidade de movimentação dos espermatozóides, dando-lhes impulso para que possam passar pelo útero e finalmente atingir as tubas no ponto de encontro com o oócito.

Para que uma mulher seja considerada normal do ponto de vista reprodutivo é preciso averiguar as seguintes condições funcionais e anatômicas:

a) Produção e saída mensal de oócitos maduros (ovulação), capazes de sofrer a penetração dos espermatozóides (fecundação), o que significa ciclo menstrual normal.

b) Trajeto do sistema genital permeável, ou seja, a vagina, o colo uterino, o útero e as tubas devem estar normais para que possam conduzir os espermatozóides até o encontro com o oócitos.


Fonte:
http://www.centrodereproducaonascer.com.br

0 Comentários: