24 de abr de 2011

Vertigem


Por que aparece
As causas de uma vertigem são muitas e é comum que desapareça tão repentinamente como surgiu. Mas ela pode ser consequência de uma labirintopatia (doença nos labirintos), da doença de Ménière ou de algum distúrbio do sistema nervoso central. Apesar de citada frequentemente, a labirintite é pouco comum (a expressão só poderia ser usada no caso de infecção ou inflamação do labirinto). 

Diagnóstico
A descoberta da causa pode exigir, além das explicações detalhadas dos sintomas para o médico, de preferência um otorrinolaringologista, a realização de exames laboratoriais ou de avaliações de outros especialistas (neurologista ou endocrinologista, por exemplo). Para orientar o médico no diagnóstico, é útil ele saber: 
As características da tontura.
Se aconteceu uma vez ou mais.
O tempo que dura e se piora com movimentos.
Se aparecem outros sintomas (náuseas, vômitos, dor de cabeça, diarréia, extremidades frias etc.).
Se ocorrem alterações nas orelhas (zumbido, perda de audição). Em caso positivo, se em uma ou nas duas orelhas.
Quais remédios o paciente faz uso atualmente.
Se tem fumado mais, ingerido muita bebida alcoólica, muito café ou muito refrigerante do tipo cola.
Se o nível de estresse está elevado.
Se teve recentemente doença provocada por vírus ou bactéria.
Se sofreu nos últimos meses alguma batida na cabeça.

Riscos
A pessoa que sofre de vertigem deve se precaver de quedas e só deve dirigir quando o episódio tiver sido superado. Outros riscos dependerão do diagnóstico das causas.

Tratamento
Como as causas são diversas, os tratamentos vão de simples recomendações de repouso ao uso de alguma medicação. O médico também pode considerar necessário efetuar alterações na dieta. Por exemplo, restringir o uso de sal, café, cigarro, bebidas alcoólicas e sugerir uma redistribuição do peso das refeições (comer mais de manhã, menos no almoço e menos ainda no jantar, fazendo alguns lanches nos intervalos). Ele também pode estimular a atividade física e ensinar alguns exercícios com olhos, cabeça, braços e mãos.

Quando procurar o médico
Se os episódios de vertigem persistirem por alguns dias ou se forem acompanhados de dor de cabeça ou de problemas de coordenação.

Prevenção
Não há formas de prevenir a vertigem, mas é necessário evitar situações que provoquem quedas.

0 Comentários: