13 de mai de 2011

Manual de Coleta de Colpocitologia ((Exame de Papanicolau))

























1 - ORIENTAÇÃO PRÉVIA À PACIENTE
 Não estar menstruada; Abstinência sexual de no mínimo 24 h antes da coleta;
Nas 48 h que antecedem o exame não usar cremes, óvulos ou duchas vaginais.



2 - PREENCHIMENTO do FORMULÁRIO
Contendo: idade, D.U.M. e achados clínicos relevantes (aspecto do colo, corrimento, cor, odor e característica, etc.)



3 - IDENTIFICAÇÃO da LÂMINA 
Escrever com lápis preto as iniciais da paciente na extremidade fosca da lâmina, antes da coleta, acomodando-a na mesa para receber o material colhido, na mesma face da parte fosca.




4 - COLETA das AMOSTRAS
A coleta é dupla: da ectocérvice e do canal cervical. As coletas são colhidas separadamente e colocadas em uma unica lâmina.


COMENTÁRIOS SOBRE OS RESULTADO
A amostra colhida, ao ser examinada no laboratório, será classificada em:
Amostra insatisfatória.
Amostra satisfatória.

Uma amostra será considerada insatisfatória quando há:
Ausência de identificação na lâmina ou na requisição;
Lâmina quebrada ou com material mal fixado;
Células escamosas bem preservadas cobrindo menos de 10% de superfície da lâmina;
Obscurecimento por sangue, inflamação, áreas espessas, má fixação, dessecamento etc., que impeçam a interpretação, de mais de 75% das células epiteliais.
Nestes casos não é possível se dar algum diagnóstico e por isso o exame deve ser repetido.

COMENTÁRIOS SOBRE CITOLOGIA HORMONAL SERIADA
 O exame visa avaliar alterações do ciclo menstrual, estudar ciclos anovulatórios ou ovulatórios e acompanhar tratamentos hormonais. O grau de maturação do epitélio escamoso do trato genital feminino é hormônio-dependente. Portanto, a variação no grau de maturação destas células serve como índice para avaliar a situação endócrina da mulher. Na tentativa de reproduzir numericamente a avaliação hormonal dos esfregaços aplica-se, quando solicitado, o “índice de Frost”, que expressa a relação percentual entre as células profundas, intermediárias e superficiais.
Instruções de Coleta
 A coleta é sempre realizada pelo médico, seguindo uma seqüência que pode representar as diferentes fases do ciclo menstrual. Sugere-se o seguinte esquema de colheita:
Primeira lâmina, da primeira fase (até o 8º dia do ciclo menstrual).
Segunda colheita deverá ser feita em torno do período ovulatório (13º, 14º e 15º  dia do ciclo 
menstrual).Terceira lâmina, a partir do 18º  dia do ciclo menstrual.
Última lâmina, em torno do 26º  - 28º  dia do ciclo.
Local de coleta: preferencialmente na parede vaginal (no seu terço superior), não devendo haver inflamação (colpite), citólise, ou outras alterações. 
Evitar: duchas e lavagens vaginais, cremes e talcos vaginais, relações sexuais (24 horas antes da coleta),  e colheita no período menstrual, ou estar em uso de medicação hormonal (se não for possível, indicar qual tipo de hormônio e tempo de uso). A paciente não pode estar com processos inflamatórios ou infecciosos durante as coletas, sendo necessário tratamento destes antes de se iniciar as coletas para citologia hormonal seriada.

COMENTÁRIOS SOBRE a CITOLOGIA HORMONAL SIMPLES
O exame visa avaliar alterações do ciclo menstrual, estudar ciclos anovulatórios ou ovulatórios e acompanhar tratamentos hormonais. O grau de maturação do epitélio escamoso do trato genital feminino é hormônio-dependente. Portanto, a variação no grau de maturação destas células serve como índice para avaliar a situação endócrina da mulher. Na tentativa de reproduzir numericamente a avaliação hormonal dos esfregaços aplica-se, quando solicitado, o “índice de Frost”, que expressa a relação percentual entre as células profundas, intermediárias e superficiais. A interpretação dos resultados baseia-se no aspecto citológico das células descamadas e no número ou proporção de descamação dos tipos celulares. O resultado final levará em consideração o aspecto citológico associado aos dados e informes clínicos da paciente.
Instruções de coleta
A amostra pode ser coletada em qualquer fase do ciclo menstrual ou, na ausência deste, em qualquer época ou idade da paciente. A coleta é sempre realizada pelo médico e deve ser acompanhada de informes clínicos completos da paciente.
Local de coleta: raspado do colo uterino, raspado vaginal: parede lateral da vagina no seu terço superior, fundo de saco vaginal e vestíbulo.
Evitar: duchas e lavagens vaginais, cremes e talcos vaginais, relações sexuais (24 horas antes da coleta), e colheita no período menstrual, ou estar em uso de medicação hormonal (se não for possível, indicar qual tipo de hormônio e tempo de uso).





0 Comentários: