24 de mai de 2011

Sexualidade após o câncer de mama


O câncer de mama continua a ser um grave problema mundial, mas, felizmente, graças aos avanço no diagnóstico e tratamento, existe um número crescente de mulheres que sobrevivem à doença. Mas como elas se sentem?. E mais especificamente, qual é o impacto sobre a sexualidade?. Um estudo avaliou o impacto do primeiro diagnóstico de câncer de mama evasivo e seu tratamento sobre a função sexual. Trata-se de um estudo prospectivo que seguiu mais de 1.600 mulheres que acabaram de receber o primeiro diagnóstico de câncer de mama evasivo. Todas as participastes preencheram um questionário de inscrição no início do estudo e 12 meses após. Cerca de 1000 mulheres completaram a avaliação, sendo que 70% delas apresentaram queixas sexuais. Os autores observaram forte associação entre queixas sexuais e sintomas da menopausa. Por exemplo, mulheres com sintomas vaso motores foram duas vezes mais propensas a ter problemas na função sexual. Outro aspecto associado à função sexual foi a imagem corporal que, muitas vezes, é afetada nos tratamentos do câncer mamário. Mulheres com problemas de imagem corporal foram 2,5 mais propensa a apresentarem problemas sexuais.
          Finalmente, alguns, mas não todos os tipos de tratamentos clínicos para o câncer estiveram associados à queixas sexuais. E uma das explicações é que eles agravam os sintomas menopáusicos. O estudo aborda um tema que é cada vez mais relevante para estas mulheres que não lutam apenas contra a morte, mas lutam também pela qualidade de vida.

0 Comentários: