2 de jun de 2011

Pseudociese



Pseudociese é o termo médico para gravidez imaginária. Cada vez mais rara de se observar pelos recursos técnicos em se descartar uma gravidez e com os tratamentos que podem ser empregados para distúrbios psicogênicos.
Esse tipo de acontecimento era mais comum em épocas em que não se conseguia determinar a presença de gravidez, exceto de forma muito tardia. Onde para fazer diagnóstico se empregava só a observação clínica. De forma que uma mulher apresentando parada nos ciclos menstruais, com aumento de peso, aumento do volume abdominal, levavam à suspeita de gravidez.
Era necessário um tempo grande de atraso menstrual (mais de 15 semanas) para que se percebesse através do toque vaginal que o útero não sofrera nenhuma alteração. O útero não gravídico tem a consistência mais firme e mede uns oito centímetros.
Os primeiros testes para gravidez surgiram muito tarde, por volta de 1964 (Galli-Maninni), e mesmo assim só diagnosticava gestações com mais de 10 semanas. Os testes modernos conseguem determinar com dois deias de atraso e em algumas situações até mesmo antes do atraso.
De qualquer forma nunca é demais relembrar que teste negativo não descarta gravidez, só não confirma. O teste positivo confirma gravidez.
Na situação de parada nas menstruações, em paciente muito desejosas de gravidez ou com alguma alteração psíquica é comum imaginar-se grávida e passar a ter muitos sintomas que comumente se associam à gravidez. Vale lembrar que o único sintoma válido para suspeitar de gravidez em fases muito precoces é o atraso menstrual.
Outros sintomas como enjoo, mal estar, sonolência, aparecimento de veias nas mamas, varizes, etc, podem acontecer na gravidez, mas isso não é “sintoma” de gravidez. Sintoma de Gravidez é atraso menstrual.
Desta forma, antigamente, um atraso menstrual podia ser interpretado como gravidez e avançar muito nessa “certeza”. Hoje é muito fácil descartar.

0 Comentários: