29 de abr de 2011

Causas da infertilidade Feminina


Fator Ovariano
 Problemas nos ovários são causas importantes de infertilidade e se caraterizam pela ausência completa da ovulação (anovulação) ou por uma ovulação “defeituosa”.

A falta de menstruação (amenorréia) e os ciclos menstruais com intervalos longos, podem indicar a anovulação. Os ciclos mentruais irregulares podem indicar uma ovulação “defeituosa” ou distúrbios ovulatórios que dificultam a gravidez.

As causas mais freqüentes da anovulação crônica são:

• Disfunção Hipotálamo Hipofisária
• Hiperprolactinemia
• Hipertireoidismo
• A endometriose pode destruir os ovários ocasionando desde distúrbios ovulatórios até a menopausa.



Fator Cervical Vaginal Coital
Os fatores cervical e vaginal podem causar infertilidade por alterações anatômicas (má-formações), e por problemas funcionais (anti-corpos anti-espermatozoides), dificultando que os espermatozoides atinjam o útero e as tubas.
O fator coital está ligado principalmente à frequência das relações sexuais, às disfunções eréteis e à dor na relação sexual (disparêunia).


Fator Uterino
As má-formações uterinas e as doenças do útero são causas mais freqüentes de abortamentos, e podem dificultar a gravidez, não permitindo um preparo adequado do endométrio para a implantação do embrião.

Os miomas geralmente não são a causa da infertilidade, exceto os que estão dentro do útero (submucos). Devemos ter cautela em indicar a cirurgia de miomectomia, devido à possiblidade de causar aderências que podem levar à infertilidade.

As inflamações podem levar à obstrução tubária e seu tratamento geralmente é clínico com antibióticoterapia.



Fator Tuboperitonial
 Os fatores tuboperitoneais incluem aderências peritubárias ou periovarianas que geralmente resultam de doença inflamatória pélvica de cirurgia e endometriose. A harmonia da cavidade peritoneal, no que tange à biologia da reprodução, pode ser modificada por processos aderenciais, alterações bioquímicas e imunológicas.

Endometriose é uma doença que acomete as mulheres em idade reprodutiva e consiste na presença de endométrio funcionante fora do útero como: septo retovaginal, tubas, ovários e peritônio.



Fator Imunológico e Genético
 O espermatozóide não é patrimônio imunológico da mulher, portanto pode funcionar como agente sensibilizador, capaz de interferir nas etapas da reprodução, desde o muco cervical à fertilização do oócito até a implantação do embrião no útero.

Fator genético por ser hereditário é de difícil tratamento e pode determinar uma baixa fertilidade em um dos cônjuges.



Infertilidade sem Causa Aparente
 Quando os fatores que causam infertilidade são pesquisados e não se encontram patologias a que se atribuam à infertilidade, caracteriza-se como infertilidade sem causa aparente. 


0 Comentários: