29 de abr de 2011

Exames Específicos Feminino e Masculino


Dosagem Hormonais:

As dosagens hormonais no casal, principalmente nas mulheres, servem para avaliar a fisiologia endócrina e descobrir possíveis alterações hormonais que interferem na fertilidade.

Ultra-Sonografia

Informa as patologias do útero, ovários e tubas que prejudicam as condições de migração dos gametas: miomas, miohiperplasias difusas, adenomioses, pólipos, hiperplasias do endométrio, má-formações, cistos ovarianos, hidrossalpinges, endometriomas etc.

A ultra-sonografia no homem informa doenças do testículo,
epidídimo, próstata, vasos etc.



Histerossalpingografia (HSG) 

É um método radiológico que permite o estudo da cavidade uterina e da luz tubária mediante a injeção de contraste no colo úterino . O exame deve ser conduzido, preferencialmente, sob monitorização fluoroscópica, permitindo, assim, acompanhar o enchimento do útero e das tubas de contraste.

Resultados falso-positivos podem decorrer de agendamento inadequado na fase do ciclo, inadequação da técnica e volume de contraste injetado.

Laparoscopia

Esta técnica permite a visualização dos órgãos pélvicos e o diagnóstico de doenças: miomas uterinos (intramurais e subserosos) endometriose, obstruções e aderências tubárias etc.

Histeroscopia

É um exame ginecológico óptico, que permite através de um aparelho chamado histeroscópio, visualizar o interior do útero, permitindo realizar diagnóstico ou proceder a intervenções cirúrgicas como: Polipectomia, Miomectomia, Lise de Aderências etc.



Espermograma

O espermograma é um exame que avalia o número, a motilidade, a morfologia e a vitalidade dos espermatozóides. Além disso, o líquido seminal será examinado para verificar se a quantidade é normal (volume), se a acidez e a viscosidade são adequadas, e se há sinais de infecção.

Capacitação Espermática

É uma técnica de laboratório utilizada para recuperar espermatozóides com pouca mobilidade e para aumentar sua capacidade de fertilidade.

O resultado deste exame avalia com precisão a capacidade de fertilização dos espermatozóides e indica qual a melhor opção para obter a gravidez e qual é a técnica que devemos utilizar: relação programada, inseminação intra-uterina, fertilização in vitro pela técnica clássica ou injeção intracito-plasmática de espermatozóides.

Teste Pós-Coito (TPC)

O TPC tem por objetivo avaliar a qualidade do muco cervical, a presença e o número de espermatozóides móveis no trato reprodutivo feminino após o coito, e a intervenção entre o muco cervical e os espermatozóides. O TPC deve ser realizado imediatamente antes da ovulação, porque a sua interpretação apropiada requer o exame do muco cervical em um momento de exposição estrogênica suficiente.

Embora os resultados do TPC não sejam definitivos, deve ser realizado aproximadamente oito horas após a relação sexual, que deve ocorrer com três dias de abstinência sexual. 


0 Comentários: