24 de mai de 2011

Métodos não Hormonais Quais São?


ANTICONCEPCIONAIS DE BARREIRA

CAMISINHA MASCULINA E FEMININA
MASCULINO
Popularmente conhecido como camisinha, é usado por cerca de 45 milhões de casais em todo o mundo. É colocado no pênis ereto, antes da penetração, devendo ser usado somente uma única vez. Está disponível em uma grande variedade de tamanhos, formas, cores e texturas. Existem no mercado brasileiro numerosas marcas do produto. Os preservativos mais comuns são feitos de látex ou de plástico:
CONDOM DE LÁTEX
É uma capa ou luva feita de uma lâmina fina de borracha de látex, para cobrir e se ajustar ao pênis. Alguns possuem lubrificantes a base de água ou silicone. Também podem conter espermicidas.
CONDOM DE PLÁSTICO
Mais fino, maior e mais resistente que o preservativo de látex. Durante a relação sexual, permite maior sensibilidade. Pode ser usado com lubrificantes à base de óleo. O grau de proteção contra DST é semelhante ao condom de látex.
EFICÁCIA
  • Se corretamente utilizado, o método pode alcançar entre 88 e 97 % de eficácia;
  • Para que o preservativo não se rompa ou desloque, deve-se evitar abrir sua embalagem com objetos pontiagudos, desenrolar a camisinha antes do uso, manter relações sexuais prolongadas ou intensas e o armazenamento inadequado (por exemplo, deixá-lo sob altas temperaturas)
  • Pode-se utilizar espermicidas junto com o preservativo para buscar uma maior segurança na prevenção da gravidez.
  • Não é recomendada a utilização de lubrificantes tipo vaselina, óleo mineral ou outros derivados de petróleo, pois danificam o preservativo à base de látex. Caso seja necessária a lubrificação adicional, recomenda-se o uso de lubrificantes de base aquosa.
VANTAGENS
  • Evita a gravidez e reduz o risco da AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis;
  • Não apresenta efeitos colaterais hormonais;
  • Oferece anticoncepção ocasional sem a necessidade de manutenção diária;
  • Não precisa de prescrição médica;
  • Ajudam o homem a prolongar o período que antecede o orgasmo, prevenindo a ejaculação precoce.
DESVANTAGENS
  • Podem ocorrer irritação e reações alérgicas;
  • Alguns casais afirmam que diminue a sensação de prazer durante a relação sexual.
FEMININO
É uma bolsa de plástico leve, latga, adaptável à vagina. Protege o colo do útero, a vagina e a genitália externa. O preservativo feminino é pré-lubrificado com silicone, porém outros lubrificantes (à base de água ou óleo) podem ser usados, para melhorar o desconforto e o ruído. Tem um anel leve e flexível em cada extremidade. Pouco antes da relação sexual, a mulher coloca a extremidade fechada no interior de sua vagina. O anel aberto permanece do lado de fora da vagina após a inserção, protegendo os lábios e a base do pênis durante o ato sexual. O produto é pré-lubrificado e pode ser usado apenas uma vez. Assim como o condom masculino, ele forma uma barreira física entre o pênis e a vagina, impedindo a passagem de esperma através do trato genital feminino.
EFICÁCIA
Semelhante ao condom masculino, segundo pesquisas, a camisinha feminina evita a gravidez entre 79 e 95% dos casos, se usada corretamente.
VANTAGENS

  • Previne a gravidez e as DST/Aids;
  • É controlado pela mulher;
  • Não precisa ser retirado imediatamente após a ejaculação;
  • Menor perda de sensibilidade em relação à camisinha masculina;
  • Pode ser usado com lubrificantes à base de óleo;
  • Algumas mulheres afirmam que o anel externo estimula o clitóris facilitando a obtenção do prazer;
  • Não apresenta efeitos colaterais hormonais;
  • Oferece anticoncepção ocasional sem a necessidade de manutenção diária.
DESVANTAGENS
  • Custo mais alto do que o preservativo masculino;
  • Pode provocar desconforto ou dor causado pelos anéis interno e externo;
  • Algumas mulheres relatam estranhamento devido ao seu aspecto;
  • Inapropriado para algumas posições sexuais;
  • A inserção correta pode ser difícil: usuárias inexperientes devem ser orientadas para praticar a inserção antes de usá-lo
  • Alguns casais incomodam-se com o ruído provocado pela camisinha durante o intercurso sexual.

DIAFRAGMA
É um pequeno anel de metal recoberto por uma película de borracha ou silicone. Tem um formato côncavo semelhante a uma pequena tampa que cobre o colo uterino, impedindo a entrada do esperma no útero. É inserido no interior da vagina antes da relação sexual devendo ser utilizado com geléia ou creme espermicida para maior segurança. Deve ser retirado 12 horas após a relação sexual. A mulher deve consultar um médico para saber o tamanho adequado a sua vagina, já que existem muitos modelos no mercado, tanto nacionais como importados.
EFICÁCIA
Se usado corretamente, este método tem uma eficácia de 82 a 98% na prevenção da gravidez.
VANTAGENS
  •  Método controlado pela mulher;
  • Pode oferecer alguma proteção contra as DST /HIV, mas ainda não foi comprovada;
  • Previne a gravidez se utilizado corretamente em todas as relações sexuais;
  • Não tem efeitos hormonais;
  • Pode ser inserido até seis horas antes da relação sexual , evitando a interrupção do coito;
  • Oferece anticoncepção ocasional sem a necessidade de manutenção diária;
  • Se bem conservado, isto é higienizado corretamente com água e sabão neutro depois de sua utilização pode durar até 5 anos.
DESVANTAGENS
  • Pode provocar cólica, dores pélvicas e retenção urinária;
  • Algumas mulheres podem desenvolver alergia ao látex;
  • Aumenta o risco de infecção urinária;
  • Se deixado por muito tempo no local pode ocorrer corrimento vaginal intenso com odor desagradável;
  • Os espermicidas utilizados podem causar reação alérgica na mulher ou no parceiro;
  • Pode ser difícil removê-lo


ESPERMICIDA
Os Espermicidas são encontrados no mercado em forma de creme, geléia, espuma, supositório, comprimido ou filme. Em geral são feitos a base de nonoxinol-9, sendo o mais amplamente utilizado em todo o mundo. Seu mecanismo de ação é matar o espermatozóide antes de chegar ao útero. Aconselha-se que o espermicida seja introduzido na vagina pelo menos 10 minutos antes da ejaculação. Nunca mais do que 1 hora.
EFICÁCIA
Quando usado corretamente previne a gravidez de 79% e 97%.
VANTAGENS

  • Método controlado pela mulher;
  • Sem efeitos hormonais;
  • Pode ser interrompido a qualquer momento;
  • Fácil utilização;
  • Pode ser inserido de 10 minutos à 1 hora antes da relação sexual;
  • Pode aumentar a lubrificação vaginal.
  • Alguns estudos apontam para
DESVANTAGENS
  • Se utilizado várias vezes ao dia pode ocasionar úlceras e erosões genitais;
  • Irritação alérgica;
  • Infecções do trato urinário;
  • Pode aumentar o risco de Candidíase genital e vaginose bacteriana;
  • Teoricamente, o uso do espermicida várias vezes ao dia pode causar irritação, aumentando o risco de HIV/AIDS


DIU [COBRE]
O Dispositivo intra-uterino (DIU) é um aparelho feito de plástico flexível em forma de T com revestimento ou fios de cobre. É inserido pelo médico dentro do útero da mulher através da vagina. Deve ser colocado durante a menstruação. O dispositivo impede a gravidez porque afeta os espermatozóides, matando-os ou diminuindo sua movimentação. Também altera o muco cervical, a cavidade uterina e a movimentação das trompas. A mulher não pode esquecer que para colocar e retirar o DIU é preciso de intervenção médica.O Diu é tão eficiente quanto a pílula. Os mais modernos duram de 5 a 10 anos no organismo da mulher.
TIPOS E MODELOS DE DIUs NO BRASIL
DIU COM COBRE
CARACTERÍSTICAS
TCu 200
Revestido com 200 mm2 de fios de cobre na haste vertical; os fios são brancos
MLCu 375 Standard
MLCu 375 Slim
Revestidos com 375 mm2 de cobre na haste vertical; os fios são pretos
TCu 380 A
Revestido com 314mm2 de cobre na haste vertical e dois anéis de 33mm2 de cobre em cada haste horizontal; os fios são brancos
EFICÁCIA
98% A 99%
VANTAGENS

  • Não exige disciplina da mulher;
  • Tem uma durabilidade de pelo menos quatro anos;
  • É um método reversível (a mulher pode ficar grávida quando retirar o aparelho);
  • Não interfere nas relações sexuais;
  • Pode ser usado durante a amamentação;
  • É uma boa escolha para mulheres que não querem optar por um contraceptivo definitivo;
  • Para mulheres que já tem filhos e que desejam espaçar a próxima gravidez por mais de dois anos;
  • Pode previnir a gravidez ectópica;
  • Não interage com outras medicações;
  • Pode ser utilizado até a Menopausa.
DESVANTAGENS
  • Pode aumentar a quantidade e a duração do sangramento menstrual;
  • Pode causar anemia, cólicas, inflamações ginecológicas e corrimentos;
  • Pode ocorrer a perfuração da parede do útero ( muito raro);
  • Podem sair ou se deslocar do útero, sem que a mulher se dê conta;
  • Mulheres que usam DIU e tiveram alguma DST, correm um rico maior ter uma Doença inflamatória Pélvica (DIP) que pode levar a uma infertilidade.
[ATENÇÃO] O DIU NÃO DEVE SER USADO POR MULHERES QUE:
  • Estiverem grávidas ou suspeitar de gravidez ;
  • Têm anormalidades no útero;
  • Estiverem sob o risco de contrair uma doença sexualmente transmissível;
  • Apresentem ou já tenham tido infecção nas trompas;
  • Já tiveram uma gravidez nas trompas;
  • Têm menstruações muito abundantes;
  • Têm anemia;
  • Têm câncer ginecológico;
  • Apresentarem sangramento vaginal de origem desconhecida;
  • Nunca tiveram filhos;
  • São alérgicas ao cobre. 



0 Comentários: