15 de set de 2011

Dicionário da Urologia

A


  • Anejaculação: Também chamada de incompetência ejaculatória, é a incapacidade de ejacular e de ter orgasmo.
  • Aparelho Urinário: Conjunto de órgãos do corpo humano composto pelos rins, ureteres, bexiga urinária e uretra; responsável pela depuração do sangue e formação da urina.
  • Anorgasmia: Ausência de orgasmo nas relações sexuais.
  • Anúria: Ausência de diurese ou quando o paciente urina menos que 100 mililitros por 24 horas.
  • Aspermia: Ausência de líquido seminal nas ejaculações (ver incompetência ejaculatória e ejaculação retrógrada).
  • Azoospermia: Ausência de espermatozóides no líquido seminal.
                                         
B



    • Balanopostite: Trata-se de um processo inflamatório ou infeccioso na glande ou no prepúcio. Se for de origem inflamatória, é provável que tenha sido causada por má higiene local. No segundo caso, de origem infecciosa, a patologia é causada pelo fungo Candida albicans. Ele se aproveita do ambiente úmido e aquecido que existe entre a glande e o prepúcio para se desenvolver. Independentemente das causas, os sintomas gerais são: vermelhidão, edema, secreção e dor.
  • Bexiga: Reservatório músculo-membranoso situado na parte inferior do abdome e que recebe a urina vinda dos ureteres, lançando-a na uretra.
  • Braquiterapia: Radioterapia realizada por meio de implante de sementes radioativas no órgão a ser tratado.
  • C
    • Cálculo: Chamado popularmente de pedra,é uma formação endurecida nos rins, bexiga ou nas vias urinárias, resultantes do acúmulo de cristais existentes na urina.
    • Canal Deferente: Sinônimo de ducto deferente. É o canal pelo qual passam os espermatozóides provenientes do epidídimo. O canal depois muda de nome para canais ejaculadores até desembocar na uretra masculina.
    • Cistite: Inflamação da bexiga. É causada por bactérias, presentes no intestino. Seus sintomas são: dor (que pode ser mais localizada no baixo ventre), ardência ao urinar ou aumento da freqüência de micção. Também pode haver a ocorrência de febre - em geral baixa - ou dor lombar.
    • Condiloma: Lesão verrugosa que acomete geralmente os genitais.
    • Criptorquia: É a ausência de testículo no escroto, por este ter ficado retido na cavidade abdominal ou no canal inguinal.
  • D



  • Disfunção Erétil: Termo utilizado para presença de distúrbios da ereção do pênis; algumas vezes está associado, de forma confusa, com ejaculação precoce.
  • Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino (DAEM): É a queda gradativa do hormônio masculino, a testosterona. Seus principais sintomas são: a perda ou diminuição do prazer (libido), dificuldade de ereção esporádica, mudanças no humor, baixa atividade intelectual, fadiga, depressão, desorientação espacial, aumento da gordura visceral abdominal. Começa a dar sinais a partir dos 40 anos.
  • Dispareunia: Coito doloroso. Pode ocorrer em homens e mulheres, mas é mais referido por mulheres.
  • Disúria: É a presença de dor, ardor ou sensação de queimação ao urinar.
  • Ducto Deferente: Ver Canal Diferente.
  • E

  • Ejaculação Precoce: É a incapacidade primária ou secundária de controlar a ejaculação antes, durante ou logo após a penetração vaginal.
  • Ejaculação Retrógrada: É o termo utilizado quando o paciente apresenta orgasmo sem a emissão do líquido seminal, uma vez que este se dirige para a bexiga urinária.
  • Ejaculação Tardia: Ejaculação seminal em tempo além do normal em relação sexual.
  • Emasculação: Intervenção cirúrgica de amputação total do pênis, geralmente em condição de câncer avançado.
  • Enurese: É a perda de urina que ocorre durante o sono. Pode ser noturna (mais comum) ou diurna e noturna.
  • Epidimite: Infecção do epidídimo.
  • Epidídimo: Órgão anexo ao testículo que conduz o esperma até o canal deferente.
  • Escroto: Bolsa que contém o testículo e seus órgãos acessórios; bolsa testicular.
  • Esfíncter: Válvula responsável por manter a continência urinária ou fecal.
  • Esperma: Líquido formado na genitália interna masculina responsável pela fertilização da mulher. É composto pelos espermatozóides, produzidos nos testículos e pelo líquido seminal, produzido nas vesículas seminais e na próstata.
  • Estenose: Estreitamento de canal ou orifício.
  • Estrangúria: Grande desconforto uretral caracterizado por espasmos da musculatura uretral e perineal, geralmente acompanhada de eliminação de gotas de urina; ocorre em salvas.
F
Fecalúria: É a presença de fezes na urina. Ocorre em fístulas (comunicações anormais) entre o intestino e o aparelho urinário.

G

  • Genitália Externa Masculina: Conjunto de órgãos do homem composto pelo pênis e pela bolsa testicular. Responsável pela sexualidade e reprodução do homem.
  • Genitália Interna Masculina: Conjunto de órgãos do homem composto pelos testículos, epidídimos, canais deferentes, ductos ejaculadores, vesículas seminais e próstata. São responsáveis pela produção e condução do esperma.
  • Glande: É a parte sensível do órgão sexual masculino, situada na extremidade do pênis, terminada pela abertura da uretra. É recoberta pelo prepúcio em indivíduos não-circuncidados.
H

  1. Hematúria: É a presença de sangue na urina. Quando o sangue é visível apenas no exame de urinar é chamada de hematúria microscópica. Quando é visível a olho nu, hematúria macroscópica.
  2. Hemospermia: É a presença de sangue no líquido seminal (esperma).
  3. Hesitação: Termo geralmente associado ao sintoma de demora para iniciar o jato urinário.
  4. Hidronefrose: Dilatação da pelve e cálices renais secundário à obstrução das vias urinárias.
  5. Hiperplasia Benigna da Próstata: Aumento do volume prostático secundário à idade.
  6. Hiperplasia Benigna da Próstata: Aumento do volume prostático secundário à idade.
I

  • Impotência: Ver disfunção erétil.
  • Incontinência Urinária: É a incapacidade de controlar a micção ou de armazenar a urina que leva uma pessoa a perder urina involuntariamente. Existem vários tipos de incontinência urinária: Total ou verdadeira - quando há perda constante de urina; Paradoxal ou por transbordamento - quando a bexiga fica tão cheia, por incapacidade de ser esvaziada, que transborda; Por urgência - também chamada urge-incontinência, quando está associada a um desejo forte, súbito e inadiável de urinar; De esforço - também chamada por estresse, quando ocorre perda de urina ao tossir, espirrar ou fazer esforços.







0 Comentários: