23 de mai de 2012

Exames para Detectar Endometriose



Exame Clínico

Os sintomas associados ao exame clínico ginecológica já podem dar uma idéia da presença da doença e do comprometimento dos órgãos pélvicos afetados. Os achados mais importantes no exame ginecológico são a presença de nódulos, dor no fundo de saco (região fúndica da vagina atrás do útero), mobilização dolorsa do útero, retroversão do útero (útero virado para traz)e a presença de cistos.

Exames laboratorias

Marcadores bioquímicos:

Os marcadores bioquímicos são substâncias dosadas no sangue que, indiretamente, podem dar indícios da presença da endometriose e indicar com maior precisão as pacientes que devem ser submetidas à videolaparoscopia. Existem vários marcadores, mas, o mais utilizado com este propósito é o CA-125 que deve ser dosado de preferência nos primeiros dias do ciclo menstrual. É um exame de fácil execução, realizado por laboratórios de análises clínicas comuns e deve ser solicitado logo na primeira suspeita da doença. Por outro lado, apesar da facilidade, tem o inconveniente de ser pouco específico, isto é, outras doenças como miomas e alguns tumores entre outras, podem provocar alterações semelhantes. A dosagem do CA-125 facilita a orientação terapêutica, principalmente se a razão da dor pélvica ou da infertilidade for inconclusiva.


Ultra-som pélvico

É um dos principais avanços no diagnóstico da doença. É fundamental e simples principalmente na avaliação do comprometimento dos ovários. Pode diagnosticar a doença neste órgão numa fase precoce. Nos casos mais avançados, em que a doença atinge órgãos mais profundos como o reto, bexiga e espaço retro-uterino, vem ganhando espaço no diagnóstico, dimensão e intensidade da doença, desde que seja realizado por profissionais experientes.


Ressonância Magnética Pélvica

É um método sofisticado que tem aplicação importante na doença ovariana e na profunda. Deve ser indicada quando houver suspeita da doença profunda.

Ecoendoscopia

Tem pouca aplicação e é específica quando houver forte suspeita de endometriose profunda. Tem limitação no custo e disponibilidade do método.


Colonoscopia

É um exame específico que avalia o comprometimento do intestino reto e sigmóide. É realizado por via retal e deve ser indicado sempre que houver suspeita do comprometimento desta região do organismo.
Videolaparoscopia: É considerado o “padrão ouro” para o diagnóstico pois é tida como a maneira mais objetiva e conclusiva para definir a extensão da doença. Em outras palavras, é o único exame que garante a certeza do diagnóstico. Sem esta avaliação que deve ser indicada com um planejamento cirúrgico imediato para que se evite duas internações, a endometriose pode ser considerada no máximo uma forte suspeita que ainda necessitará de esclarecimentos. Entretanto os exames complementares anteriormente citados não devem ser desconsiderados.

0 Comentários: