14 de jun de 2012

O QUE É A COLONOSCOPIA?

A colonoscopia é um exame endoscópico que permite a visualização do interior de todo o cólon. O instrumento utilizado é um tubo flexível com cerca de um metro de comprimento e um centímetro de diâmetro. Na extremidade final desse tubo existe uma mini camera de TV, que transmite para um monitor colorido, as imagens do interior do cólon e do íleo-terminal (parte final do intestino fino). Essas imagens são fotografadas em uma impressora a laser e são gravadas em fita de videocassete. 
Desenho do cólon com seus diversos segmentos

É NECESSÁRIO ALGUM PREPARO?


Durante o procedimento endoscópico, o cólon precisa estar completamente limpo, isto é, isento de fezes e resíduos alimentares. Partículas de fezes ou de alimentos interferem na visualização adequada e na segurança do exame. Assim, na véspera, você deverá alimentar-se apenas com dieta líquida e fazer uso de um laxativo. Esse preparo inicial, será complementado na manhã do exame, no quarto do hospital, com 4 a 5 copos de um produto chamado Manitol. Após 2 a 3 horas, esse líquido ingerido será eliminado pelos intestinos, deixando-os limpos e em condições de a colonoscopia ser iniciada. Raramente, e em casos selecionados, esse preparo pode ser complementado ou ser feito, exclusivamente, por lavagem intestinal.

DEVO INTERROMPER O USO DE ALGUM MEDICAMENTO ?

A maioria dos medicamentos usada, habitualmente, por você, pode ser continuada. Porém, alguns precisam ter seu uso interrompido 2 a 3 dias antes, principalmente, aqueles ricos em fibras (Ex: Metamucil, Fibrax) e aqueles contendo ferro.
Se você faz uso crônico de aspirina, persantin, antiinflamatórios, anticoagulantes, insulina, deverá discutir com o seu clínico, sobre a possibilidade de interrompê-los alguns dias antes.
Por fim, informe se tem algum tipo de alergia, problemas nas válvulas cardíacas e/ou no fígado, ou próteses ortopédicas. 

É NECESSÁRIA A INTERNAÇÃO?


A colonoscopia costuma ser realizada em hospital, em regime ambulatorial, isto é, não há necessidade de internação. Você ficará em um quarto com banheiro privativo e com direito a acompanhante, sob os cuidados de uma equipe de enfermagem especializada. Raramente, pode haver necessidade da internação.

VOU SENTIR DOR?


Não! No máximo, você sentirá algum desconforto abdominal. Para minimizá-lo, você será medicado, por via endovenosa, imediatamente antes de iniciar o exame, com um sedativo associado a um analgésico, em pequenas doses, suficientes para mantê-lo tranqüilo e colaborativo. Raramente pode haver a necessidade de uma sedação mais profunda, que será feita por um anestesista. Em crianças menores de 4 anos, o procedimento é realizado sob anestesia geral e superficial.

POSSO IR DESACOMPANHADO?Não é recomendável. Os medicamentos utilizados durante a colonoscopia provocam uma diminuição de seus reflexos de atenção por algumas horas. Assim, você não deverá sair sozinho e, principalmente, não deverá dirigir qualquer tipo de veículo.

COMO É O PROCEDIMENTO ENDOSCÓPICO ?


A colonoscopia é realizada, habitualmente, numa sala apropriada, do Serviço de Endoscopia do hospital. Você será posicionado, confortavelmente, numa maca, deitado sobre o seu lado esquerdo. Um monitor será fixado em um de seus dedos da sua mão, para controlar seus batimentos cardíacos e a concentração de oxigênio do seu sangue.

Após a administração dos medicamentos tranqüilizantes, será realizado um toque retal para relaxamento dos esfíncteres anais, seguido da introdução do aparelho. Esses procedimentos são indolores.
Após posicionamento apropriado, o aparelho será introduzido suavemente através dos segmentos cólicos, permitindo o exame cuidadoso de toda a mucosa. Para melhorar a visualização, é necessário injetar pequenas quantidades de ar dentro do intestino, o que pode causar um pouco de cólica. Quando isso ocorre, esse ar é retirado através do próprio aparelho, aliviando a distensão. Por fim, para facilitar a progressão do aparelho, você pode ser solicitado a mudar de posição e ficar deitado de costas.
Todo esse procedimento é auxiliado por uma enfermeira especialmente treinada.

E SE O EXAME NÃO FOR NORMAL?


Se, a colonoscopia revelar alguma alteração na mucosa, uma pinça de biópsia pode ser introduzida por um canal do aparelho até a sua extremidade final a fim de retirar alguns fragmentos do tecido alterado e enviá-los para a análise de um patologista. Lembre-se que, biópsias podem ser feitas por várias razões, como para inflamações e úlceras, não significando, necessariamente, suspeita de câncer.
Além disso, se durante a colonoscopia for identificado algum local com sangramento ativo, este pode ser controlado através de coagulação ou de injeção de substâncias esclerosantes introduzidas através do próprio aparelho. Por fim, se pólipos forem encontrados, eles deverão ser removidos. Mais uma vez, vale salientar que esses procedimentos são totalmente indolores.

E APÓS A COLONOSCOPIA?


Após o exame, você retornará para o seu quarto. Lá, permanecerá por mais ou menos uma hora e meia, até diminuir os efeitos do sedativo. Nesse período, você poderá sentir o abdômen um pouco distendido e com cólicas. Esse desconforto desaparecerá assim que você eliminar os gases que foram injetados no seu cólon durante o exame. Ainda no quarto, lhe será servida uma dieta leve. Quando estiver bem recuperado, você receberá a visita do seu médico colonoscopista o qual, após examiná-lo, lhe dará as últimas informações e orientações antes da alta. Em sua casa, poderá alimentar-se normalmente. Porém, a ingestão de bebidas alcoólicas deverá ser evitada durante as próximas 12 horas. O relatório dos procedimentos estará a sua disposição, 48 a 72 horas após. Lembre-se que você deve sair acompanhado.

ESSES PROCEDIMENTOS SÃO PERIGOSOS?


Todo procedimento médico envolve algum risco. As complicações decorrentes da colonoscopia e da polipectomia são muito raras quando realizadas por um profissional experiente e especialmente treinado. A combinação dessa experiência, com a sua colaboração e com os modernos equipamentos utilizados, torna a colonoscopia diagnóstica e terapêutica um procedimento simples e seguro. 

QUAIS SÃO AS CONTRA-INDICAÇÕES DA COLONOSCOPIA?


As contra-indicações da colonoscopia podem ser absolutas ou relativas. A colonoscopia deve ser contra-indicada de maneira absoluta quando um paciente apresentar qualquer suspeita clínica ou radiológica de abdômen agudo perfurativo, ou de diverticulite aguda ou de megacólon tóxico. A polipectomia está contra-indicada quando o preparo do cólon não estiver adequado, devido ao risco de explosão gasosa.
Outras contra-indicações da colonoscopia são relativas, sendo as mais importantes:
  1. Infarto recente do miocárdio,
  2. Embolia pulmonar recente,
  3. Neutropenia importante,
  4. Gravidez após o 2o semestre,
  5. Grande aneurisma de aorta ou de ilíaca,
  6. Grande esplenomegalia,
  7. Inexperiência do colonoscopista
A polipectomia deve ser adiada para uma ocasião mais propícia nos pacientes com coagulopatias ou que fazem uso de drogas anticoagulantes.

A COLONOSCOPIA É UM PROCEDIMENTO FÁCIL DE SER REALIZADO?


Vale salientar ao endoscopista iniciante que a colonoscopia é um procedimento de técnica difícil, de longo aprendizado e com riscos que devem ser sempre lembrados quando por ocasião da sua indicação e realização. A sistematização do método para a execução desse exame, a sua repetição dentro de princípios bem estabelecidos e o acompanhamento por um colonoscopista experiente são fundamentais para ajudar o iniciante a aperfeiçoar seu aprendizado, assim como, consolidar a técnica como estes procedimentos são realizados. 










0 Comentários: